O RISCO DO ENTRETENIMENTO PARA O CRISTÃO

A palavra “entretenimento” tem sua origem no espanhol, e significa ato ou efeito de entreter(-se), de distrair(-se).  Esse termo deriva do verbo espanhol “tener”, sendo, então, a junção de duas palavras: “entre” e “tener”. Ou, “ter entre” ou “distrair-se enquanto”…

Entendendo… o indivíduo está em algum lugar para algo específico, mas, enquanto não faz o que deve, passa o tempo se distraindo.

Cabe aqui lermos alguns textos da Palavra de DEUS…

Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor,  não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude.

E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;

E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.”

(LC. 10:40-42)

“E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo por diante, são sufocados Semeador_01com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição;”

(Lucas 8 : 14)

Quando o SENHOR falou ao povo os mistérios do Reino dos Céus através de parábolas, lhes propôs a Parábola do Semeador… É interessante percebermos a evolução das verdades reveladas ao longo dessa parábola, pois nela JESUS mostra os quatro tipos de pessoas a quem o Evangelho é pregado… Cada tipo de solo, é um tipo de “coração” ou de “ouvinte”, como podemos ver…

Em Mateus 13:3 em diante, JESUS fala: “Eis que o Semeador saiu a semear…”

Mas é importante entendermos que a semente é a Palavra de DEUSMC. 4:14

Vejamos, agora, como as “distrações” (entretenimento) atuam no coração das pessoas:

E falou-lhe de muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.

Mateus 13:3

E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram-na.

Mateus 13:7

e o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;

Mateus 13:22

E outra caiu entre espinhos, e, crescendo os espinhos, a sufocaram, e não deu fruto.

Marcos 4:7

E os outros são os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a palavra;

mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas, e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.

Marcos 4:18-19

Esta é, pois, a parábola: a semente é a palavra de Deus;

Lucas 8:11

e a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram, e, indo por diante, são sufocados com os cuidados, e riquezas, e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição;

Lucas 8:14

Também encontramos em Hebreus uma séria advertência:

Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta,

Hebreus 12:1

Ao longo das Escrituras, portanto, vemos que devemos fugir não apenas do “pecado”, mas também de tudo aquilo que, de uma forma ou de outra, nos impede de correr a carreira que DEUS determinou para nós.

Ainda dentro desse cuidado, do tipo de vida que estamos vivendo – se estamos ou não no centro da vontade de DEUS – temos que tomar muito cuidado com os exemplos “negativos” que nos são mostrados pela Palavra de DEUS.

Ai deles! Porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Corá.

Judas 1:11

Eis que esta foi a maldade de Sodoma, tua irmã: soberba, fartura de pão e abundância de ociosidade teve ela e suas filhas; mas nunca esforçou a mão do pobre e do necessitado.

Ezequiel 16:49

Observemos com temor qual foi a “maldade” de Sodoma… Soberba, fartura de pão e abundância de “ociosidade”… Isso fez com que fosse destruída. Como filhos de DEUS, temos que tomar cuidado com a “soberba”, pois foi ela quem derrubou o diabo, a fartura de pão e excesso de ociosidade, que nada mais é do que uma vida “confortável demais”… Todas essas coisas nos afastam de DEUS… Que busquemos ao SENHOR e sejamos livre das “distrações” desse mundo, a fim de produzirmos frutos para DEUS e O glorifiquemos.

Print Friendly, PDF & Email
Anúncios

Sobre Carlos Bächtold

Professor pós-graduado, profeta, pai, blogueiro, escritor. Atua na rede pública de educação como professor de informática. Atuando há mais de 30 anos na área da Tecnologia da Informação, desenvolveu vários trabalhos que podem ser encontrados na internet. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, com quem tem dois filhos: Daniel e Débora.
Esta entrada foi publicada em Artigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.