25 de Dezembro… Natal… Festa de quem?

Leitura: DT. 12:1-4; 7:5, 6, 25, 26; JZ. 21:25; 2 RS. 14:4; 1 RS. 18:21; JO. 8:44; 1 CO. 10:6, 11

Houve um tempo no território de Israel que, a despeito de terem eles presenciado as maravilhas operadas pelo SENHOR no Egito e no deserto, apesar de teles recebido a Lei de DEUS, cujo primeiro mandamento é “Não terás outros deuses diante de mim” (ÊX. 20:3) e o segundo mandamento dizendo “não farás para ti imagem de escultura…” (ÊX. 20:4), apesar disto, o povo de Israel manteve em seu meio altares a deuses estranhos (2 RS. 14:4).

Essa vida dupla fez com que o profeta Elias os repreendesse dizendo: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR É DEUS, segui-O, se Baal, segui-o…”. (1 RS. 18:21)

Em 1 CO. 10:6, 11 lemos que o que aconteceu com Israel está registrado para “aviso nosso”, para que não cometamos os mesmos erros que eles.

É impressionante, porém, como o enganador (Diabo) tem cegado até muitos filhos de DEUS, levando-os a considerar como coisas “pequenas” e “sem importância” determinadas práticas que são comuns praticamente no mundo todo. No entanto, essas pequenas coisas confrontam diretamente a Palavra de DEUS, e ao praticá-las, os filhos de DEUS estão se opondo às verdades expostas na Palavra de DEUS. Ainda que possam ser práticas tidas como “inofensivas”, e até com “boa aparência”, no entanto, seu objetivo é perpetuar a mentira de satanás, levando as pessoas, ainda que de forma sutil, a rejeitar a verdade da Palavra de DEUS.

JESUS disse que desde o princípio Satanás se firma na mentira, e ainda mais, que o próprio Satanás é o “pai da mentira” (JO. 8:44), isto é, toda e qualquer mentira tem origem em Satanás, o príncipe deste mundo, o diabo que “engana todo o mundo” (AP. 12:9).

Isto significa que, ou damos crédito ao que a Palavra de DEUS nos ensina, e colocamos ela em prática (TG. 1:22), dessa forma, rejeitamos as obras e práticas comuns ao mundo (TG. 4:1-10; 1:27; 1 JO. 2:21), ou então nós fazemos como todo mundo faz, agimos como o resto do mundo, sabendo que, fazendo isto, estaremos satisfazendo os desejos do diabo ─ EF. 2:1-3.

Esse princípio da Palavra de DEUS não muda nos dias de hoje! E hoje a prática da professa cristandade não é diferente daquela mostrada por Israel…

Veja, as profecias bíblicas sobre o nascimento de JESUS, os relatos e a história indicam que o nascimento de JESUS aconteceu em meados de outubro do nosso calendário (entre dos dias 15 e 21), que é quando, em Israel, ocorre a chamada “Festa dos Tabernáculos”, profetizando que um dia , próprio DEUS tabernacularia entre os homens, o que aconteceu quando JESUS nasceu (MT. 1:25; JO. 1:14).

Ora, JESUS nasceu em outubro, então porquê a festa em 25 de dezembro? Porquê, se a comemoração é do nascimento de JESUS – mesmo fora da época – escolhem como ícone do “natal” um velho barbudo com roupas vermelhas e um saco de presentes? Porque o pinheirinho (árvore de natal) com uma “estrela cadente” no topo? Porque as guirlandas?

Resultado de imagem para São Nicolau de Myra x Papai noelQuantos pararam para ir examinar a origem dessa comemoração? Quantos descobriram que o “papai noel” não é outra coisa senão a representação do Santo Nicolau de Myra, um bispo da igreja católica romana que foi “canonizado” pela mãe das prostituições da Terra? Quantos estão cegos para o fato de que, ter uma imagem do “papai noel” em casa, ou no que quer que seja, é tão ofensivo a DEUS quanto possuir a imagem da “Aparecida”, da “Virgem”, de “Fátima”, ou de qualquer outro “santo”? Quantos estão claros à idolatria que praticam, ainda que “uma vez no ano”?

É interessante que mesmo JESUS falando que “quem não entra pela porta” é “ladrão e salteador” (JO. 10:1), e mesmo todas as lendas mostrando o velhinho entrando “pela chaminé” (e não pela porta), apesar disto, as pessoas não veem a malignidade dessa figura que, ao longo dos anos, tem “roubado o lugar de JESUS” da vida da maioria das pessoas!

Quantos ignoram que a data de 25 de dezembro e as festividades dessa data vêm de uma prática pagã, idólatra, muito antes do nascimento de JESUS? Como posso honrar a JESUS festejando algo que a Sua Palavra condena? Quer comemorar o nascimento de JESUS, comemore na data certa!

Depois as pessoas vêm com aquele papo furado, aquela conversa do inferno de que, não importa a data, o importante é comemorar… Isso é mentira!
Porque não comemoram então o próprio aniversário numa data totalmente estranha e bem distante de quando nasceram? Outra coisa, porque em vez de fazer menção delas próprias, não permitem que as pessoas comemorem seus aniversários com imagens de outra pessoa?

Vê, caro(a) leitor(a)? A sutileza do diabo? Leva as pessoas a comemorar um ídolo, fazendo-as pensar que estão honrando JESUS!
Leva as pessoas a ofender a DEUS, e pensar que estão fazendo algo bom…

Isso chocou você? Então busque a Verdade! Busque a CRISTO! E não “siga com a multidão fazendo o que é errado”.

Print Friendly, PDF & Email
Anúncios

Sobre Carlos Bächtold

Professor pós-graduado, profeta, pai, blogueiro, escritor. Atua na rede pública de educação como professor de informática. Atuando há mais de 30 anos na área da Tecnologia da Informação, desenvolveu vários trabalhos que podem ser encontrados na internet. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, com quem tem dois filhos: Daniel e Débora.
Esta entrada foi publicada em Artigo, POST. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.