O Reino dos Céus, sua influência no mundo dos homens.

“Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” 
(Mateus 4:17)

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” 
(Mateus 7:21)

“E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”
(Mateus 16:19)

“Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.”
(João 18:36)

“E agora, na verdade, sei que todos vós, por quem passei pregando o reino de Deus, não vereis mais o meu rosto.”
(Atos 20:25)


Querido(a),

Que DEUS conduza teu coração por meio destas linhas, e que teu entendimento seja aberto e iluminado pelo ESPÍRITO SANTO DE DEUS para conhecer o que por ELE te está separado desde antes da fundação do mundo.

O propósito do artigo de hoje, é levar você a refletir sobre um assunto muito importante, o mais importante do universo inteiro ─ O Reino dos céus ou o Reino de DEUS. Ocorre que esse Reino existe antes mesmo do surgimento de todas as coisas e do próprio homem, e continuará existindo quando todas as coisas dessa era houverem passado. O Reino de DEUS não está preso ao tempo, nem está limitado à compreensão humana, porque, independentemente de nossa compreensão sobre ele, ele permanece imutável, e seu poder e glória igualmente permanecem.

Entretanto, quiçá o SENHOR e Rei da Glória ilumine teus olhos para que possas vislumbrar e vir a conhecer o Reino de DEUS, experimentando-o já aqui em vida.

Há muito, muito tempo atrás, foi revelado por um Guardião a um rei do oriente que “os céus governam sobre a Terra” (DN. 4:32). Em outras palavras, tudo o que acontece entre os homens, é um reflexo (consequência) do que está acontecendo nos céus.

Em outra oportunidade, um profeta de DEUS teve uma visão sobre um assunto muito importante envolvendo sua nação; ele iniciou um período de jejum e oração que durou 21 dias (três semanas inteiras), e no vigésimo primeiro dia é que a resposta veio até ele através de um ser angelical (um anjo). Então ficou sabendo que a demora da chegada da resposta até ele, foi porque esse anjo enfrentou uma oposição espiritual nos céus, por um ser angelical de maior patente (arcanjo, ou príncipe angelical). Para que conseguisse levar a resposta da oração até Daniel, esse anjo teve que receber a ajuda de outro arcanjo (Miguel) (DN. 10:13, 20, 21; JD. 9).

Essa e outras passagens das Escrituras Sagradas nos mostram que nosso mundo físico é influenciado pelo mundo invisível. Daí a importância de entendermos sobre o Reino dos Céus, seu funcionamento e sua influência entre os homens.

Em relação a este mundo, JESUS afirmou que seu reino não é deste mundo. Isto é, não é pautado nos valores desta terra, deste tempo, ou desta sociedade. O Reino dos céus tem uma expressão própria e características próprias, diferentes de tudo que este mundo oferece ou tem.

A Chegada do Reino de DEUS exige arrependimento, conversão e batismo

Em MT. 4:17, JESUS começou a pregar e a dizer: “Arrependei-vos porque é chegado o Reino dos céus”. A chegada do Reino dos céus, portanto, exige o arrependimento, exige uma mudança de mente, de pensamentos, de atitudes, pois esse reino é diametralmente oposto ao reino deste mundo. JESUS chama Satanás de “o príncipe deste mundo” (João  12:31; 16:11) e o apóstolo Paulo o chama de “Deus deste século” (2 Coríntios 4:4).

Quando nascemos de nossos pais “naturais”, somos nascidos em pecado, pois herdamos o pecado (a incredulidade) de Adão (Romanos 5:12; 3:23). Somos “carne” e “na carne, é impossível agradarmos a DEUS” (Romanos 8:8).

Semeador_01Ao nascermos na Terra, como produto da semente humana (sêmen), nascemos com a natureza de satanás (rebelde, desobediente), e a Bíblia afirma que somos “raça de víboras) ou seja, filhos da serpente (Diabo).

Todo ser humano nasce “morto em seus pecados”, nasce como “filho da ira e da desobediência”, e, por isso mesmo, vive fazendo a vontade do “príncipe das potestades do ar”  (Efésios 2:1-3).

É preciso uma “mudança de direção, de pensamentos” que, em grego é metanóya, ou “arrependimento”. O arrependimento genuíno, faz acontecer uma “mudança de direção” ou “conversão”, também necessária para que alguém entre no reino dos céus.

Existe uma premente necessidade de sermos “salvos de nossa geração perversa” (AT. 2:40). Essa salvação vem por meio da ação do ESPÍRITO SANTO em nossa mente (coração) nos convencendo do pecado da incredulidade (João 16:9), e nos levando ao arrependimento das obras mortas (tudo o que fizemos por nossa própria vontade (HB. 6:1), nos convertendo a DEUS e sendo batizados em Nome do SENHOR JESUS CRISTO para o perdão de nossos pecados e para sermos “transportados do reino das trevas” (governo de Satanás) para o Reino da Luz (governo de CRISTO JESUS).

A partir do momento que alguém entra no Reino dos céus, é inserido no Corpo de CRISTO, na Sua Igreja… Aliás, a Igreja de CRISTO (não qualquer religião ou denominação que possa ser feita pelo homem) é a agência de DEUS na Terra, que é levantada unicamente por CRISTO, com o propósito de trazer o Reino dos céus até a Terra, o governo de CRISTO para a vida humana.

Essa é a grande diferença entre a Igreja e a Religião… As religiões não mudam o governo sobre as pessoas, pelo contrário, apenas embriagam as pessoas com o vinho da prostituição (veja Apocalipse 17) impedindo-as de viver e expressar a Unidade característica da Igreja de CRISTO, do Reino de DEUS.


continua…


Print Friendly, PDF & Email
Anúncios

Sobre Carlos Bächtold

Professor pós-graduado, profeta, pai, blogueiro, escritor. Atua na rede pública de educação como professor de informática. Atuando há mais de 30 anos na área da Tecnologia da Informação, desenvolveu vários trabalhos que podem ser encontrados na internet. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, com quem tem dois filhos: Daniel e Débora.
Esta entrada foi publicada em Artigo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.